05 Mar

Por postado em 05 Mar

1.     Eu vou voltar a ter uma audição normal?

Os aparelhos auditivos proporcionam uma melhora na audibilidade, mas é preciso estar ciente de que eles não substituirão a sua audição. O aparelho auditivo amplificará a entrada de sons de acordo com a perda auditiva, mas para que a informação chegue até o cérebro é necessário que o caminho até lá esteja íntegro ou pelo menos parcialmente íntegro. Uma pessoa com perda auditiva profunda, por exemplo, não obterá os mesmos benefícios que uma pessoa com perda auditiva leve. Outro fator importante é o tempo de privação sensorial: quanto maior o tempo que o indivíduo estiver com a perda auditiva, mais demorado será o seu processo de adaptação.

2.     É muito caro uma prótese auditiva?

O custo de uma prótese auditiva vai variar de acordo com o nível de tecnologia oferecido. No mercado, existem próteses auditivas de diversas faixas de valores e, desde o nível mais econômico, encontramos próteses com excelente qualidade sonora. A escolha da tecnologia necessária para cada pessoa vai depender muito do nível de exigência do usuário, juntamente com as necessidades auditivas de cada um. Uma prótese com mais tecnologia proporciona uma qualidade de som mais natural, logo, demanda menos esforço auditivo para o usuário, pois facilitará a compreensão de fala mesmo em ambientes com maior dificuldade.

3.     Posso colocar um aparelho ao invés de dois?

Salvo em alguns casos, a maioria das perdas auditivas são bilaterais e, portanto, o uso das próteses auditivas é indicado para os dois lados. Usar aparelho auditivo em apenas uma orelha causa uma assimetria na audição, pois, uma orelha está sendo estimulada e a outra não. Ao longo do tempo a adaptação na orelha não protetizada se tornará muito mais difícil, devido ao tempo de privação da orelha sem aparelho auditivo. Além disso, a adaptação nas duas orelhas traz muitos benefícios, como: melhora na localização sonora, melhor compreensão da fala em ambientes com barulho, melhora da qualidade sonora, entre outros.

4.     Quanto tempo dura um aparelho auditivo?   

Como qualquer eletrônico, com o passar do tempo a funcionalidade das próteses auditivas não permanecem as mesmas como quando recém adquiridas, por isso elas têm uma vida útil. A duração de uma prótese vai depender de alguns fatores, como o modelo do aparelho, cuidados no manuseio, e quantidade de cera produzida pelo paciente. Em média, uma prótese auditiva dura entre 4 a 5 anos.

5.     Quanto tempo demora o processo de adaptação com as próteses auditivas?

Assim como cada indivíduo tem suas características e individualidades, o tempo de adaptação pode variar de um indivíduo para outro. Duas pessoas com o mesmo tipo de perda auditiva podem demorar tempos diferentes para se adaptar, pois os ambientes que são expostos e as características pessoais de cada uma são diferentes. Algumas podem se adaptar imediatamente, outras podem levar meses. É importante não generalizarmos este processo, pois cada indivíduo vivencia as situações ao seu redor de maneiras diferentes. Por isso, é preciso ter muita paciência e persistência.

6.     Os aparelhos auditivos possuem garantia?

Sim, os aparelhos auditivos possuem garantia, que varia de 1 a 2 anos. Para saber questões de prazos converse com seu fonoaudiólogo. Ele saberá fornecer o tempo exato de garantia de seu aparelho. Após a compra, você também receberá um certificado de garantia, que cobre peças danificadas e defeitos de fábrica.

Fonte: Vitasons

 

Tags:

Comentários

Atenção: Você precisa estar logado para comentar!