A audição e a linguagem (fala e comportamentos) apresenta peculiaridades em cada fase do desenvolvimento da criança.

Mesmo com o teste da orelhinha – realizado o nascimento- normal, o desenvolvimento da fala e da linguagem devem ser observados de perto pelos pais, pois há problemas auditivos que podem surgir durante o crescimento da criança!  E ouvir é fundamental para o desenvolvimento da linguagem!! Uma criança chamada de “distraída” ou “preguiçosa para falar” pode na verdade não ouvir bem!

Há diversos sinais que nos ajudam a perceber se audição e a linguagem da criança apresentam um desenvolvimento adequado em cada faixa etária! Veja algumas dicas abaixo.

PARA O BEBÊ ENTRE 0 E 3 MESES:

§  Na audição: o bebê reage a sons altos ou repentinos e se acalma com a voz da mãe!!!! Ele pode assustar com o barulho, arregalar os olhos e piscar. Desperta do sono com o barulho!

§  Na fala: nessa idade a linguagem é o choro!! O bebê chora quando quer algo e se acalma com a voz da mãe.

PARA BEBÊS ENTRE 3 E 6 MESES DE IDADE:

§  Na audição: Nesse período o bebê começa a olhar e movimenta a cabeça procurando a fonte sonora! Presta atenção aos pequenos barulhos e reconhece a voz materna. Reconhece também mudanças na tonalidade da voz dos pais.  Próximo aos 6 meses o bebê presta atenção aos ruídos do ambiente e atende ao próprio nome, localizando a fonte sonora lateralmente.

§  Na fala: inicia-se a emissão de sons sem significado, os balbucios! Próximo dos seis meses inicia-se a produção de sons com padrão de repetição e algum significado. O bebê grita e fica satisfeito com a própria emissão sonora. Nessa fase, canções de ninar, o toque e o contato pelo olhar são estímulos importantes que auxiliam o desenvolvimento da criança.

 PARA BEBES EM TORNO DE 9 MESES:

§  Na audição: Pode responder ao próprio nome e entende palavras simples como “mamãe”, “papai”, “tchau” e “não”. Consegue localizar a fonte sonora para o lado e indiretamente para baixo.

§  Na linguagem:  bate palmas, joga beijo e reclama quando contrariado! Começa a imitar sons produzidos pelos adultos e sons de animais durante brincadeiras, por exemplo.

COM 1 ANO DE IDADE ESPERA-SE:

§  Na audição: Nessa idade a criança já associa sons aos objetos, entende comandos simples e reconhece algumas palavras (não, papa, mamãe, papai, vovô e vovó). Consegue localizar a fonte sonora para o lado e para baixo!

§  Na linguagem: iniciam-se as primeiras palavras, aponta para brinquedos e alimentos quando solicitado!

COM 18 MESES:

§  Na audição: A criança deve entender frases simples e pode pegar objetos familiares a ela quando solicitado. Reconhece e aponta para partes do corpo sem a necessidade de gestos. Localiza fonte sonora diretamente para o lado, para baixo e para cima!

§  Na fala: utiliza frases curtas para se fazer entender e o vocabulário aumenta para 20 a 50 palavras!

Nessa fase é fundamental interagir e brincar coma criança! Aos poucos ela começa a substituir os gestos indicativos por palavras! Portanto, aproveite e converse e estimule que ela peça… Mesmo que seja difícil entender o que ela fala! Cantigas e músicas são excelentes instrumentos para o desenvolvimento da comunicação.

AOS 2 ANOS DE IDADE:

§  Na audição: a criança atende e realiza ordens simples e responde a perguntas feitas pelos adultos. Consegue localizar a fonte sonora de qualquer ângulo. Refere-se a si mesmo pelo nome! Consegue sentar e escutar histórias e músicas simples.

§  Na fala:  há um aumento importante do vocabulário falado ( minimo de 50 palavras). A comunicação é feita através de sentenças simples com 2 ou 3 palavras. A fala deve ser entendida por adultos que não tem contato direto com a criança.

 

ENTRE 3 E 5 ANOS …

a criança deve entender tudo o que é dito pelo adulto e perguntar quando não compreender. Usa frases mais complexas, e consegue expressar melhor as suas necessidades.

A linguagem falada é utilizada para expressar desejos, emoções e perguntar. As sentenças são mais complexas, além do uso do plural. Por volta dos 3 anos é comum que a criança fale de si na terceira pessoa e forme frases longas mesmo que mal pronunciadas. Pode gaguejar quando ficar excitada! Mas, conforme atinge os 5 anos as trocas articulatórias diminuem.

Entre os 4 e 5 anos podem ainda ocorrer trocas na fala, que não deverão persistir até o período de alfabetização.

Vale lembrar que cada criança tem seu tempo de desenvolvimento! Algumas vezes a criança não faz tudo que está descrito…portanto não se preocupe! Observe.

Fonte: Site Med Primus

Tags:

Comentários

Atenção: Você precisa estar logado para comentar!